Menu Principal

segunda-feira, 17 de julho de 2017

ABIN 2017: novo concurso com 300 vagas é autorizado pelo MPOG

A edição desta segunda-feira, 17, do Diário Oficial da União, informa que o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPOG) autorizou a realização de um Concurso Público para o provimento de 300 vagas.
Este certame irá prover cargos de Agente de Inteligência (20), Oficial Técnico de Inteligência (60) e Oficial de Inteligência (220) para o quadro de pessoal da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN).
Em nosso site você tem acesso a portaria completa, onde é possível obter mais informações. Acesse também regularmente nosso site para não perder outras informações e outras notícias sobre este próximo Concurso Público.
Fonte: PCI Concursos

PREPARE-SE JÁ PARA ESTE E OUTROS CONCURSOS
ASSCCON DO BRASIL 
CURSOS PARA CONCURSOS
Q.8 CL 28 Loja 1, Sobradinho/DF
(61) 4101-8475

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Concursos oferecem 18,6 mil vagas pelo país.

Quem sonha em garantir uma vaga no serviço público deve ficar atento. Pelo menos 102 concursos estão com inscrições abertas em todo o país nesta segunda-feira (10/7). Juntos, oferecem cerca de 18,6 mil oportunidades para os mais diversos níveis de escolaridade. Entre as seleções, estão Rio Branco, Tribunal Superior do Trabalho (TST) e da Defensoria Pública da União (DPU), todas com vagas para o Distrito Federal.
Além dos certames com inscrições abertas, há previsões que despertam o interesse dos concurseiros, como o concurso da Câmara Legislativa, cujo edital deve sair em agosto, e o da Polícia Militar do DF, com provas previstas para este ano ainda.
Prepare-se para estes concursos sem sair de Sobradinho! 
A dica é começar a estudar desde já e não parar, uma vez que a oferta de vagas para o serviço público no Distrito Federal pode chegar a 27 mil vagas no ano que vem, segundo a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2018, aprovada no final de junho pelos deputados distritais. Além das oportunidades locais, há seleções nacionais importantes no forno, como as da Receita Federal, Agência Nacional de Saúde (ANS) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Confira alguns certames com inscrições abertas:
Defensoria Pública da União (DPU) — São 25 vagas imediatas e formação de cadastro de reserva para a carreira de defensor. O salário (subsídio) do cargo é de R$ 22.197,67. O certame será organizado pelo Cebraspe (antigo Cespe/UnB). A taxa de inscrição é R$ 200. Será admitida a inscrição somente via internet, solicitada até as 18h do dia 25 de julho (horário oficial de Brasília/DF). O pagamento da taxa deverá ser efetuado até o dia 16 de agosto.
Tribunal Superior do Trabalho (TST) — Divulgou edital para 132 vagas de juiz do trabalho substituto. Com remuneração inicial de R$ 27.500, a seleção é composta por cinco etapas: prova objetiva; duas provas escritas (discursiva e prática, com elaboração de sentença trabalhista); exame de sanidade física e mental; prova oral; e avaliação de títulos. As inscrições podem ser realizadas no site da Fundação Carlos Chagas (FCC).
Ministério das Relações Exteriores (MRE) — A banca responsável pela organização do certame será o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). São 30 vagas imediatas para diplomata, das quais 20% reservadas a candidatos negros e pessoas com deficiência. Os aprovados no concurso receberão remuneração de R$ 16.935,40. A exigência para concorrer ao cargo é ter nível superior em qualquer área de formação reconhecida pelo MEC. Mas, atenção, a inscrição termina nesta segunda-feira (10/7) no site www.cespe.unb.br. O valor da taxa de participação é de R$ 225.
Polícia Militar do Amapá — São 1.200 vagas de soldados, sendo 300 imediatas e 900 para cadastro de reserva. É necessário ter nível superior. As inscrições podem ser feitas até 30 de julho pelo site www.concursosfcc.com.br. A prova objetiva será aplicada em 20 de agosto.
Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) — São 25 vagas em cargos de nível médio. O salário é de R$ 1.331,81. As inscrições podem ser feitas até 10 de agosto pelo site www.fumarc.com.br. Todos os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva. O concurso terá validade de um ano e poderá ser prorrogado, uma vez, por igual período (veja o edital).
Confira alguns dos concursos que estão previstos:
Câmara Legislativa — Após o Metrópoles revelar que houve vazamento para cursinhos da lista de cargos, a Casa confirmou a destinação oficial das 86 vagas para os postos de técnico legislativo, consultor legislativo, consultor técnico-legislativo e procurador. O concurso será organizado pela Fundação Carlos Chagas. Atualmente, o salário inicial (incluindo gratificações) para nível médio é de R$ 10.143,07. Para nível superior, o valor é de R$ 15.123,30. A previsão é que o edital saia em agosto.
Polícia Militar do DF — O certame, um dos mais aguardados do ano, prevê 2.024 vagas para a carreira de soldado. São esperadas 500 vagas imediatas para combatente, 18 para corneteiro, seis para músico e, ainda, 1.500 para cadastro reserva. Para concorrer a uma das vagas, o candidato precisa ter nível superior completo. A estimativa da PM é que pelo menos 28 mil pessoas se inscrevam. O edital deve sair a qualquer momento. A banca organizadora é o Iades.
Aeronáutica — São 288 vagas no curso de formação de sargentos. O curso será ministrado na cidade de Guaratinguetá, em São Paulo, e terá duração de dois anos. No final, o aluno sairá graduado como terceiro sargento da instituição. Para se inscrever é necessário ter entre 18 e 25 anos e ensino médio completo. As inscrições podem ser feitas a partir do dia 21 de julho e vão até 14 de agosto. A taxa é de R$ 60. Para ver o edital completo e fazer a inscrição, clique aqui.
MPU — O Ministério Público da União já formou uma comissão para a realização do concurso, uma vez que foram autorizadas as vagas para os níveis médio e superior.
Ibama — O Ibama pediu 680 cargos de níveis médio e superior ao Ministério do Meio Ambiente.
TST — Mesmo ainda sem autorização, o Tribunal Superior já definiu sua banca: a Fundação Carlos Chagas. Deverá ter vagas de níveis médio e superior. O edital pode sair no fim deste ano ou no início de 2018.

Desejo iniciar minha preparação para CLDF em Sobradinho
ANS — A Agência Nacional de Saúde enviou solicitação para um concurso com vagas de níveis médio e superior.
Funasa — Já foi solicitado um concurso pela Fundação Nacional de Saúde, para contratação de níveis médio e superior.
AGU — A Advocacia Geral da União solicitou 1.364 vagas, sendo 782 para técnicos (nível médio) e 582 para analistas (nível superior).
PRF — A Polícia Rodoviária Federal (PRF) pediu concurso para preencher postos de agente, de nível superior.
Receita Federal — Foi solicitado concurso para os cargos de auditor fiscal e analista tributário, ambos de nível superior, e de assistente técnico-administrativo, de nível médio.
Fonte: Metrópoles

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Saiu a lista de cargos para o concursos da CLDF 2017

A Câmara Legislativa do Distrito Federal terá seu edital de concurso publicado muito em breve (Concurso Câmara Legislativa CLDF 2017). A Fundação Carlos Chagas (FCC) será a organizadora do certame, conforme decisão tomada pela mesa diretora na última quarta-feira, 28 de junho. A oferta será de nada menos que 86 vagas em cargos de ensino médio e superior.
O extrato de dispensa de licitação deve ser publicado Diário do Legislativo em breve. Além da FCC, a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Cebraspe, o Iades, o Idecan e o Idib disputavam a organização do certame.
Após definir e assinar o contrato com a organizadora, o edital será divulgado em até 15 dias, conforme o projeto básico estabelecido pela comissão interna da Casa. As oportunidades serão destinadas a candidatos de níveis médio e superior. Em divulgação no seu site oficial, o legislativo informou que a comissão responsável pelo certame definiu a oferta de 86 vagas a serem preenchidas através de concurso público.
O Concurso Câmara – DF, para Câmara Legislativa do Distrito Federal (CL-DF), ao que tudo indica, será organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC). No entanto, a tendência é que a decisão seja mantida e que a FCC seja confirmada como a banca do concurso, por dispensa de licitação.

Confira a lista com a distribuição dos cargos






O Concurso Câmara Legislativa CLDF 2017

Ainda não se sabe os cargos oferecidos no próximo certame. Porém já se sabe, que a Câmara conta com as funções de auxiliar legislativo, assistente legislativo, técnico legislativo, policial legislativo, consultor , consultor legislativo e procurador legislativo. As oportunidades têm requisito de nível fundamental, médio e superior, com salários que oscilam entre R$11.182,69 e R$16.673,35.
O cargo de Auxiliar e Assistente Legislativo conta com requisito de nível fundamental, enquanto as funções de Técnico e Policial Legislativo requer o nível médio. O restante será exigido o nível superior. Todas as vagas terão lotação em Brasília, no Distrito Federal. De acordo com o último balanço divulgado pela casa, há, no legislativo, nada menos que 406 postos estão vagos, sendo a maioria para técnico legislativo.

Autorização do concurso

Autorização do Concurso CLDF 2016

Último Concurso

O último concurso da Câmara contou com 75.741 inscritos, para um total de 120 vagas, o que totaliza uma média de 631/vaga. O cargo de maior procura foi o de Técnico Legislativo (21 mil inscritos) e Policial Legislativo (19 mil inscritos), ambos com exigência de nível médio.
Fonte: NotíciasConcursos
Prepare-se para este concurso!
MATRÍCULAS ABERTAS!

TURMAS CONFIRMADAS 
UNIDADE SOBRADINHO

Início Imediato!
Matutino, Vespertino e Noturno

Informações: (61) 4101-8475

segunda-feira, 12 de junho de 2017

STJ anuncia realização de novo concurso público e remuneração de até 10 mil


Na última sexta-feira (9), foi divulgado um documento que autoriza a realização do novo concurso para o quadro de pessoal do Superior Tribunal de Justiça (STJ), com sede em Brasília (DF). A publicação mostra a comissão que ficará responsável por organizar o certame.
Consta no registro que comissão que presidirá o edital é composta pelos servidores Inaê Cerqueira Alvarenga; Waldelice Aparecida de Oliveira Poncioni; Neyde Rocha Navatta; Greice Kerr Mandruzato; Roberto Bezerra; Gerardo da Silva Gomes; e Daniela Cabral Dias de Carvalho.
Não foram divulgados detalhes do concurso do STJ, mas a expectativa é que tenha oportunidades para as carreiras de técnico e analista judiciários em diversas especialidades.
O cargo de técnico se destina aos profissionais que concluíram o ensino médio e/ou curso técnico, enquanto a função de analista aceita diploma de nível superior em várias áreas de atuação. Os salários iniciais correspondem a R$ 6.167,99 e a R$ 10.119,93, respectivamente. 

Com a criação da comissão, o próximo passo será estabelecer o número de vagas, os cargos e suas especialidades, além da banca organizadora. É grande a possibilidade do concurso do STJ ser lançado ainda este ano.

Último concurso do STJ

Em 2015, o órgão lançou edital com 65 vagas para os cargos de técnico e analista judiciários. Todos os postos foram preenchidos no Distrito Federal e a empresa organizadora foi o Cespe/UnB.
Para técnico havia 24 chances nas áreas administrativa (15), apoio especializado – saúde bucal (3) e apoio especializado – tecnologia da informação (6). A primeira carreira necessitou de nível médio completo, ao passo que as duas últimas exigiram formação de ensino técnico. 
Candidatos graduados optaram pela colocação de analista nas seguintes especialidades: administrativa (12); administrativa – segurança (3); e apoio especializado – análise de sistemas de informação (3), arquitetura (1), arquivologia (1), comunicação social (2), contadoria (5), engenharia civil (1), engenharia elétrica (1), fisioterapia (2), medicina – pediatria (2), pedagogia (2), serviço social (1) e suporte em tecnologia da informação (5).
O processo seletivo constou de provas objetivas; testes discursivos para analista judiciário; e aptidão física para analista – área administrativa – especialidade segurança.
Fonte: JC Concursos
INICIE SUA PREPARAÇÃO PARA STJ 2017
MATRÍCULAS ABERTAS!


UNIDADE SOBRADINHO

Quadra 8 CL 28 Loja 1, Sobradinho/DF
(ao lado da igreja Internacional da Graça)

Turmas: matutino, vespertino e noturno

Mês de junho com 20% de desconto nas mensalidades!


Informações: (61) 4101-8475


quinta-feira, 1 de junho de 2017

Concurso MTE 2017/2018: novo concurso com previsão de 2.600 vagas para médio e superior

Boa notícia para quem pretende ingressar no quadro de servidores do Ministério do Trabalho (MTE). Acontece que o órgão confirmou que já enviou, no último dia 25, o pedido de autorização do seu novo concurso público para o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). O pedido é para o preenchimento de nada menos do que 2.595 vagas, sendo 1.163 para quem possui ensino médio e 1.432 para nível superior, com remunerações iniciais que chegam a R$ 16.201,64.
Das 2.595 oportunidades, 1.163 são somente para a carreira de agente administrativo, que pede apenas ensino médio para concorrer, com remuneração inicial de R$ 3.881,97, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458.
Das 1.432 vagas de nível superior, 1.190 são para o já aguardado cargo de auditor-fiscal do trabalho. Neste caso, para concorrer é necessário possuir formação de nível superior em qualquer área de atuação, com inicial de R$ 16.201,64, já com o benefício.
Já as 242 vagas restantes de nível superior, estão destinadas para as carreiras de administrador (85), arquivista (34), contador (54), engenheiro (5), estatístico (5), sociólogo (3), psicólogo (26), técnico em assuntos educacionais (10), técnico em comunicação social (10) e economista (12).

Atribuições

No caso de agente administrativo, que pede apenas ensino médio, cabe ao profissional da área exercer atividades que envolvam o suporte administrativo ás unidades organizacionais do órgão, com atuação nas áreas finalísticas, de gestão de pessoas, material, patrimônio, orçamento e finanças, compreendendo tarefas de natureza repetitivas ou não, como operar os sistemas corporativos e governamentais, atender ao público interno e externo por telefone, correio eletrônico ou presencial, elaborar documentos e correspondências, elaborar e analisar informações, certidões, declarações, relatórios e documentos, elaborar e conferir cálculo, realizar atividades relativas à instrução, tramitação e movimentação de processos e documentos, manter e controlar arquivos, orientar a aplicação de noras internas ou de sua área de atuação, participar de reuniões, comissões, grupos e equipes de trabalho, participar do plano de trabalho institucional de sua unidade, realizar levantamento de dados de natureza técnica e atuar na gestão e fiscalização de contratos e convênios. 

No caso de auditor fiscal, entre as atividades estão o cumprimento das disposições legais e regulamentares, inclusive as relacionadas à segurança e medicina do trabalho, no âmbito das relações de trabalho e emprego, verificação dos registros em Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), visando à redução dos índices de informalidade, verificação do recolhimento do Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço (FGTS), com o objetivo de maximizar os índices de arrecadação, e cumprimento de acordos, convênios e contratos coletivos de trabalho celebrados entre empregadores e empregados.


Últimos concursos

Para agente, a última seleção ocorreu em 2014 e foi organizada pelo Cespe/UnB. O exame contou com 120 tópicos, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos, além de prova discursiva de conhecimentos específicos.

Em conhecimentos básicos foram cobrados temas de língua portuguesa, noções de informática, noções de direito administrativo, atualidades, ética no serviço público e noções de administração financeira e orçamentária. Em conhecimentos específicos, legislação específica, noções de gestão de pessoas nas organizações, noções de administração de recursos materiais, noções de arquivologia e noções de gestão e fiscalização de contratos e convênios.

Para auditor, a última seleção ocorreu em 2013, também organizado pelo Cespe/UnB. A seleção contou com provas objetivas, exames discursivos e sindicância de vida pregressa. As provas objetivas tiveram 220 perguntas, sendo 100 de conhecimentos básicos e 120   de conhecimentos específicos.

Fonte: JC Concursos



quinta-feira, 18 de maio de 2017

Câmara dos Deputados aguarda novo concurso com mais de 500 vagas








Com a definição da Presidência da Câmara dos Deputados (o deputado Rodrigo Maia foi reeleito para mais um mandato), cresce a expectativa agora pela confirmação do concurso para técnico (nível médio) e analista (nível superior) legislativo, carreiras que têm remunerações iniciais de R$ 16.008,59 e R$ 23.547,77, respectivamente.

concurso 2017 da Câmara foi previsto na proposta o orçamento da União para 2017, aprovada pelo Congresso Nacional e já sancionada pela Presidência da República. A autorização para a sua realização foi concedida em 2014 pela mesa diretora da Casa (espécie de direção-geral) e segue válida. Agora, a abertura do concurso depende apenas da iniciativa do presidente Rodrigo Maia.

A Câmara dos Deputados, divulgou estatísticas atualizadas sobre a quantidade de vagas de servidores efetivos desocupadas na Casa. O novo levantamento apontou que houve um aumento de 134 vagas em aberto no total, sendo mais da metade, 75, no cargo de técnico legislativo, na especialidade de assistente administrativo, função com requisito apenas do ensino médio completo.
O último balanço da Câmara dos Deputados indica que existem 523 cargos vagos na Casa. São 124 na área de analista legislativo e 399 de técnicos legislativos. O quantitativo de desocupados representa mais de 14% do quadro de pessoal da Casa,que é composto de 3642 servidores dessas áreas. O cargo de assistente administrativo é o que mais precisa de funcionários, com 359 postos vazios. Este, amarga desde 2007 um jejum de seleção (na ocasião, foram abertas 90 vagas com salário de R$ 3.252,22).


De acordo com a assessoria da Casa, há uma autorização para a realização do concurso , mas não há previsão nenhuma sobre as datas. Há também a previsão do certame nos adendos do Projeto de Lei Orçamentária Federal de 2017.  O Orçamento 2017 está em análise no Congresso Nacional.

Último certame

O último concurso da Casa foi finalizado em agosto de 2015 e ofereceu 113 vagas para os cargos de técnico e analista legislativo. Do total de chances, 60 foram para técnico e 53 para analista. O certame registrou 51.789 inscritos – concorrência de, aproximadamente, 458 por chance.

A seleção ofertou dois dos salários mais altos do funcionalismo público: R$ 12.286,61 e R$ 25.105,39, para técnico legislativo (agente de polícia legislativa) e analistas (consultor de orçamento e fiscalização financeira e consultor legislativo), respectivamente.

O certame contou com as fases de provas objetivas, discursivas, avaliação de títulos (apenas para nível superior) e prova de aptidão física (somente para candidatos ao cargo de agente de polícia). Todas as etapas foram aplicadas em Brasília/DF. O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) foi a banca organizadora.


Fonte: Folha Dirigida


Prepare-se para este concurso!

TURMAS CONFIRMADAS (matutino e noturno)

Matrículas abertas!

Informações: (61) 4101-8475

domingo, 30 de abril de 2017

Concurso do TST pode sair este semestre com previsão de 1.440 vagas

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) está muito perto de definir a organizadora do concurso TST 2017, para técnicos e analistas judiciários. Segundo a Secretaria de Comunicação Social do órgão, a Fundação Carlos Chagas (FCC) venceu a primeira etapa do processo licitatório para escolha da banca. Ainda segundo o TST, a FCC ainda não foi oficializada pois outra instituição, cujo nome não foi revelado, recorreu da decisão. Acredita-se, porém, que a instituição será oficializada em breve como responsável por inscrições e provas. Com o atraso de um mês, o edital deve ser publicado ainda este mês com provas previstas para julho.





Remuneração


Com remuneração inicial de R$ 6.167,99 e R$ 10.119,93 e carga horária de 40 horas semanais, o concurso TST será realizado em Brasília, em data ainda a ser divulgada pelo edital definitivo do certame. O Concurso está com prazo de validade expirado, o último certame foi realizado em 2012.

No site oficial do Tribunal não há registro de processo de licitação vigente, ou seja, aumenta a probabilidade de contratação por dispensa de licitação da banca organizadora e a publicação do edital TST deve sair mais rápido do que esperamos.

O quantitativo de vagas disponibilizadas ainda não é certo, mas espera-se que 1.440 candidatos sejam classificados nos nove cargos:


Analista Judiciário
Judiciária
Administrativa
Apoio Especializado em Contabilidade
Apoio Especializado em Análise de Sistemas
Apoio Especializado em Suporte em Tecnologia da Informação
Apoio Especializado em Taquigrafia

Técnico Judiciário
Administrativa
Administrativa Segurança Judiciária
Apoio Especializado Programação

A Prova

A Prova será realizada em etapa única e de caráter classificatório e eliminatório da seguinte forma e serão aplicadas em horários distintos, para permitir a participação do candidato nos dois processos seletivos:

Analista Judiciário

– Provas objetivas (questões divididas em conhecimentos básicos entre 50 e 100 itens e específicos entre 70 e 100 itens); discursiva (sobre os conhecimentos específicos aplicados) e prática para o cargo de Analista Judiciário, Área Apoio Especializado, Especialidade Taquigrafia;

Técnico Judiciário

– Provas objetivas (questões divididas em conhecimentos básicos entre 50 e 100 itens e específicos entre 70 e 100 itens) e redação para o cargo de Técnico Judiciário, Área Administrativa, e prova prática de aptidão física para a Especialidade Segurança Judiciária.

Vagas já autorizadas

O presidente do Tribunal, Ministro Ives Gandra, no dia 6 de fevereiro deste ano, tornou público em ato conjunto ao Conselho Superior da Justiça do Trabalho, divulgou documento informando a existência de 74 vagas já autorizadas para a contratação de servidores em 2017.

Como não há mais concurso vigente desde Janeiro, torna-se necessário a realização de um novo concurso. De acordo com o documento, essa autorização constava do Orçamento de 2015 e 2016, mas não houve preenchimento desses quantitativos naqueles anos. Confira a íntegra do Ato Conjunto TST/CSJT logo abaixo: 


O último Certame

O último Concurso TST foi realizado em 2012 pela FCC e prorrogado por mais dois. Apesar de ofertas poucas vagas na época, o órgão nomeou 838 candidatos até setembro de 2016 e contou com 77.887 inscritos. O último certame, para Técnico Judiciário Administrativo, venceu em janeiro de 2017.

Quando devo me preparar?
Ontem! Um concurso como TST é muito aguardado pelos concurseiros de plantão, vale a pena dedicar-se para esta prova, com uma remuneração de saltar os olhos, a preparação tem que estar à altura, por isso não deixe a preparação para última hora. 

Dica Assccon do Brasil Cursos para Concursos
Prepare-se com antecedência. Domine as disciplinas comuns antes do edital ser publicado, isso aumenta a sua chance em relação ao seu concorrente que só vai começar a estudar depois que o edital for publicado. Erro fatal! Começar a estudar após a publicação do edital só surtirá efeito na vida do concurseiro que deseje ingressar no próximo certame, não neste!

Comece já a sua preparação. Programa de estudos para TST2017 - Cargo Técnico Judiciário nível médio.

Matrículas abertas!

Informações: (61) 4101-8475

sábado, 29 de abril de 2017

Ex-faxineira que virou juíza lança livro sobre sua história: ‘É possível concretizar os sonhos’

Adriana Queiroz, de 38 anos, diz que enfrentou vários desafios até chegar à magistratura, entre eles a falta de dinheiro. Com cinco pós-graduações e cursando letras, ela afirma que 'estudo é fundamental'.

Adriana durante a posse como juíza de direito: livro para incentivar outras pessoas (Foto: Arquivo pessoal)
Adriana durante a posse como juíza de direito: livro para incentivar outras pessoas (Foto: Arquivo pessoal)
A juíza de direito Adriana Maria Queiroz, de 38 anos, lança, no sábado (29), o livro “Dez passos para alcançar seus sonhos – A história real da ex-faxineira que se tornou juíza de direito”, em Goiânia. Na obra, ela conta sua trajetória desde o seu primeiro trabalho, como faxineira, até chegar à magistratura, na qual atua desde 2011, em Quirinópolis, na região sul de Goiás.
Em entrevista ao G1, a magistrada relata uma infância pobre, passando por desafios que colocaram à prova seus sonhos e por pessoas que a ajudaram até a aprovação no concurso público para juíza. Adriana quer, com o livro, incentivar as outras pessoas a seguirem em busca dos seus sonhos.
“Quando tomei posse, em 2011, muitas pessoas me procuraram pedindo dicas sobre como conseguir o que se almeja. Ali surgiu a vontade de escrever um livro mostrando que não é fácil, mas é possível. Quando me tranquilizei na carreira, comecei a escrever para levar essa mensagem e incentivar as pessoas mostrando que é possível concretizar os sonhos desde que haja empenho”, disse.
Adriana é titular da 1ª Vara Cível e da Vara de Infância e da Juventude de Quirinópolis, cidade goiana que entrou na vida dela por acaso. Os pais deixaram a zona rural de Guanambi, no sertão da Bahia, e se mudaram com os seis filhos para Tupã, no interior de São Paulo em busca de melhores condições de vida.
Caçula da família, Adriana percebeu cedo a importância dos estudos. Durante o ensino médio – todo cursado em colégio público – ela começou a alimentar o sonho de fazer direito. Com 18 anos, ela passou no vestibular em uma universidade particular, mas, para tentar pagar os estudos, começou a trabalhar como faxineira.

Entre o esfregão e os estudos

Adriana começou a procurar trabalho e conseguiu uma vaga de faxineira na Santa Casa de Tupã. Porém, o que recebia no emprego era insuficiente para manter os estudos e os pais não tinham condições de ajudar. Com esse desafio, ela pediu uma bolsa ao diretor do curso.
“Fui até faculdade e procurei o diretor do curso de direito. Falei dos meus sonhos e que não poderia deixar passar aquela oportunidade. Vendo o meu empenho, ele me concedeu uma bolsa de 50% nas mensalidades e ainda parcelou a matrícula, o que possibilitou eu fazer o curso”, lembra.
Durante o dia, Adriana era responsável pela limpeza do chão e dos banheiros da unidade de saúde. À noite, seguia em busca de seu sonho na universidade. Após seis meses, foi promovida e passou a atuar em um cargo administrativo do hospital, que ocupou até se formar em direito.

Concurso: um novo desafio

Ao se formar, a jovem bacharel começou a lutar para chegar à função de juíza, que começou a apreciar durante a universidade. Decidida, pediu demissão do hospital, pegou o acerto e se mudou sozinha para a capital paulista.
O dinheiro, segundo ela, cobria apenas aluguel por dois meses em um pensionato. O intuito era conseguir um emprego para, além das despesas, pagar um curso preparatório para a carreira jurídica, visando um concurso público. No entanto, não conseguiu trabalho e o dinheiro que tinha começou a acabar.
“Vi meu sonho ruindo, mas busquei ajuda com o diretor do curso e fui atendida. Ele acreditou em mim e me ofereceu um trabalho como auxiliar de biblioteca, além de bolsa integral”, lembra.
Um ano depois, findado o curso preparatório, ela seguiu trabalhando no local e estudando por conta própria durante sete anos, inclusive nos finais de semana e feriados. A recompensa, depois de muitas tentativas, foi a aprovação no concurso cujo cargo ocupa até então.

Mais conhecimento

Adriana é a única dos irmãos a se formar em um curso superior. Paralelo aos estudos para os concursos, ela concluiu cinco pós-graduações na área de direito. Mas ela não parou por aí. No ano passado, ela ingressou no curso de letras.
“Eu vi uma oportunidade de continuar ganhando conhecimento. Essa área me permite ampliar o que sei sobre escrita e linguagem, além de gostar muito de literatura. O estudo é fundamental. Vou continuar sempre. Jamais pensei em desistir”, destaca.
Adriana mantém contato estreito com sua família, a quem considera “sua base”. Ela se casou há dois anos e planeja, futuramente, realizar mais um sonho: ter filhos.

Serviço:

Lançamento e sessão de autógrafos do livro: “Dez passos para alcançar seus sonhos – A história real da ex-faxineira que se tornou juíza de direito”
Local:
 Livraria Saraiva do Shopping Flamboyant, no Jardim Goiás, em Goiânia
Data: 29 de abril (sábado)
Horário: 17h
Fonte: G1

quarta-feira, 26 de abril de 2017

PF e PRF planejam oferecer 3.098 vagas em novos concursos

concurso pf e prf

Quem tem interesse em fazer concurso 2017 para seguir carreira na área de segurança pública deve ficar atento às oportunidades que poderão ser abertas no âmbito federal, já nos próximos meses. Juntas, Polícia Federal (PF) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) planejam oferecer 3.098 vagas em cargos policiais, voltadas para quem possui formação superior. Além de estabilidade (contratações via regime estatutário), os cargos proporcionam ganhos iniciais de R$9.501,98, R$11.897,86 ou R$22.102,37, havendo previsão de reajustes em 2018 e 2019.

No caso da PRF, a intenção é oferecer 1.300 vagas de policial rodoviário federal, que tem requisito de ensino superior completo em qualquer área e carteira de habilitação, na categoria B ou superior. Os iniciais oferecidos são os de R$9.501,98, que já incluem o auxílio-alimentação, de R$458. Com o reajuste acertado com o governo e aprovado pelo Congresso Nacional (Lei 13.371/16), o valor sobe para R$9.931,57 em 2018 e para 10.357,88 em 2019.

O Ministério da Justiça confirmou que já recebeu o pedido do concurso da PRF e que o processo, agora, será encaminhado para análise do ministro Alexandre de Moraes, para que depois possa ser encaminhado para aprovação do Ministério do Planejamento. A documentação inclui uma sugestão de cronograma que propõe a publicação do edital do concurso já em abril, com a primeira etapa da seleção (provas objetiva, discursiva, de títulos, física, médica e psicológica) acontecendo até agosto. A PRF ressalta, no entanto, que as datas dependem da autorização do concurso em tempo hábil, que pelo cronograma sugerido, teria que acontecer já agora, em fevereiro. Mas, segundo o órgão, isso “ainda está no campo de tratativas”. Para agilizar a abertura da seleção, a PRF já elaborou, inclusive, uma proposta de novo edital para o concurso.




CURSO REGULAR CARREIRAS POLICIAIS

MATRÍCULAS ABERTAS!

Turmas permanentes para concursos das Carreiras Policiais
Matutino, vespertino e noturno

Informações? Ligue: (61) 4101-8475

 
ASSCCON DO BRASIL Sobradinho on MisterWhat