http://www.assccondobrasil.com

Menu Principal

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

AVISA 2016: Cebraspe é escolhida como organizadora do certame

Agora é oficial: foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, dia 15, o extrato de contrato oficializando o Cespe/UnB como o organizador do concurso 2016 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a carreira de técnico administrativo, de nível médio. Com este impasse resolvido, o edital não deverá levar muito tempo para ser publicado, e possivelmente o documento deverá ser divulgado nos próximos dias. São 78 vagas para o cargo, que tem hoje remuneração de R$6.460,14 mensais, incluindo R$458 do auxílio-alimentação. Só que como os novos concursados ingressarão somente em 2017, os rendimentos passarão para R$7.474,67 mensais, devido a um reajuste salarial da União. Apesar de todas as vagas serem destinadas à sede da autarquia federal, em Brasília, a seleção pública é uma excelente oportunidade da conquista da estabilidade no emprego, graças ao regime estatutário de admissão.
EXTRATO DE CONTRATO Nº 19/2016 - UASG 253002
Nº Processo: 25351103081201649.
DISPENSA Nº 11/2016. Contratante: AGENCIA NACIONAL DE VIGILANCIA -SANITARIA. CNPJ Contratado: 18284407000153. Contratado : CENTRO BRASILEIRO DE PESQUISA EM -AVALIACAO E SELECAO E. Objeto: Realização de concurso público para o provimento de cargos integrantes da carreira de técnico administrativo. Fundamento Legal: Inciso XIII do art. 24 da Lei 8666/93. Vigência: 10/08/2016 a 10/08/2021. Valor Total: R$2.165.944,47. Fonte: 6174362120 - 2016NE801371. Data de Assinatura: 10/08/2016.
(SICON - 12/08/2016)

Fonte: Folha Dirigida

Prepare-se para este e outros concursos!


segunda-feira, 11 de julho de 2016

Concurso SEDF 2016: Governo promete edital em até 40 dias, serão 2,9 mil vagas




O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, anunciou, na manhã desta segunda-feira (4), um concurso público para a contratação de professores, analistas, técnicos e monitores pela Secretaria de Educação. Ao todo, serão 2,9 mil vagas. O edital deve ser lançado em até 40 dias a partir de hoje.

Para os professores serão 2 mil vagas — 800 imediatas (para nomeação a partir de 2017) e 1,2 mil para formar cadastro de reserva. As outras 900 serão destinadas para a carreira de Assistência à Educação: 560 para técnicos em gestão educacional (230 imediatas e 330 para cadastro de reserva), 250 para monitores de gestão educacional (100 imediatas e 150 para cadastro de reserva) e 90 para analistas (40 imediatas e 50 para cadastro de reserva). Para professores e analistas será exigido nível superior, já para os cargos de monitor e técnico, nível médio.

O anúncio faz parte de um pacote com outras três medidas já anunciadas nos últimos dias. São elas: o simulado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para 42 mil estudantes da terceira série do ensino médio que a Secretaria de Educação fará nas próximas quarta (6) e quinta-feira (7); a criação do programa Bolsa Educação Infantil, com 2.741 bolsas de estudo, a partir do segundo semestre letivo deste ano, para crianças de 4 e 5 anos que não foram contempladas com vagas em escolas públicas; e a abertura de 3,8 mil vagas para os cursos dos 14 Centros Interescolares de Línguas do Distrito Federal.

Durante a coletiva de imprensa no Salão Nobre do Palácio do Buriti, Rodrigo Rollemberg afirmou: “O concurso custará R$ 34 milhões em 2017, R$ 70 milhões em 2018 e outros R$ 70 milhões em 2019″. O montante do primeiro ano é menor porque as convocações ocorrerão a partir de julho, e não durante todo o ano. As vagas serão preenchidas em 2017, 2018 e 2019 para substituir profissionais aposentados da educação. “Começamos a semana com quatro boas notícias para a educação”, completou o governador de Brasília.


Participaram da coletiva o chefe da Casa Civil, Sérgio Sampaio; a secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos; o secretário de Educação, Júlio Gregório Filho; e os deputados distritais Luzia de Paula (PSB), Roosevelt Vilela (PSB), Professor Israel Batista (PV), Professor Reginaldo Veras (PDT), Rodrigo Delmasso (PTN) e Julio Cesar (PRB), líder do governo na Câmara Legislativa.

Fonte: Agência Brasília

PREPARE-SE PARA ESTE CONCURSO!


Dúvidas? Ligue: (61) 3487-4718 ou 
whatsapp +55 61 98256-2495

Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Judiciário – Funpresp-Jud

Foi divulgado no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 06 de julho, o edital de concurso público da Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Judiciário (Concurso Funpresp-Jud 2016). De acordo com o documento publicado, serão oferecidas 11 vagas, sendo todas destinadas a capital federal, Brasília. O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Promoção de Eventos (Cebraspe), mais conhecido como Cespe/Unb, coordenará o certame. Para concorrer a uma das vagas, o candidato deverá ter nível superior. Os salários oferecidos oscilam entre R$ 4.303,00 e R$ 5.818,00 por 40 horas semanais. Veja como realizar a sua inscrição no Concurso FUNPRESP-JUD 2016 Analista e Assistente.
Confira o EDITAL.

Dataprev: CETRO anunciada como organizadora para realização de novo Concurso Público

A Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev), anuncia a contratação da banca organizadora de seu novo Concurso Público.
O objetivo é estabelecer cadastro reserva de forma a possibilitar gestão da reposição de vagas no quadro de pessoal, sendo que a empresa responsável pela realização do Concurso, será a Cetro Concursos Públicos Consultoria e Administração.
Prepare-se para este e outros concursos.

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Concursos: Três áreas cobiçadas pelos concurseiros



Retomando o tema “áreas de concurso e as atividades envolvidas”, vamos comentar mais três áreas muito procuradas pelos candidatos: segurança pública, fiscalização, e planejamento, gestão e controle. O primeiro post falou sobre as áreas bancária, administrativa e de tribunais.

1) Área de segurança pública   
Esta é uma área com características que atrai candidatos por ser mais dinâmica, podendo envolver riscos. Há cargos em diversos segmentos: Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, polícias civis dos estados e DF, polícias militares dos estados e DF, bombeiro militar, polícia legislativa (Câmara e Senado, assembleias legislativas, câmaras municipais).

Algumas preparações – como a necessária para a Polícia Federal – são mais complexas do que outras. Os salários, em geral, são proporcionais ao nível de exigência de cada cargo. Também é típico da área que o candidato aprovado passe por um curso de formação antes de iniciar suas atividades na corporação.
Por ser mais abrangente, vamos comentar os cargos da Polícia Federal, cujas atribuições têm analogia com cargos similares da área. Entretanto, a formação exigida pode variar de um cargo para outro.

Carreira policial

– Delegado
Requisito: bacharelado em direito
Atribuições: instaurar e presidir procedimentos policiais de investigação, orientar e comandar investigações relacionadas com a prevenção e a repressão de ilícitos penais, planejar operações de segurança, supervisionar e executar missões sigilosas, etc.


– Perito criminal
Requisito: graduação de nível superior em diversas especialidades (tecnólogo é aceito)
Atribuições: realizar exames periciais em locais de infração penal e em instrumentos presumivelmente utilizados na prática de infrações penais; realizar pesquisas no interesse do serviço, coleta de dados e informações necessários para a complementação dos exames periciais – sempre relacionados à sua área de especialização. Na PF, são dezoito áreas de perito.


– Escrivão
Requisito: diploma de nível superior
Atribuições: cuidar das formalidades processuais, fazer termos, autos e mandados, observar prazos relativos aos procedimentos de investigação e acompanhar a autoridade policial em diligências.


– Agente
Requisito: diploma de nível superior
Atribuições: executar investigações e operações policiais para a prevenção e repressão a ilícitos penais, dirigir veículos policiais e desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa.


– Papiloscopista
Requisito: diploma de graduação de nível superior
Atribuições: executar, orientar, supervisionar e fiscalizar os trabalhos papiloscópicos (relacionados a impressões digitais) de coleta, análise, classificação, pesquisa e arquivamento de perícias, assistir à autoridade policial e desenvolver estudos na área de papiloscopia.

Existe carreira administrativa também na Polícia Federal, com diversos cargos de nível médio (com e sem formação específica) e outros de nível superior com formação específica.

2) Área fiscal
Muito procurada por quem decide prestar concursos públicos, em razão do bom nível salarial oferecido. As oportunidades estão no âmbito federal (Receita Federal), nos estados (ICMS) e municípios (ISS), o que amplia bastante o número de editais. As atribuições são similares, guardadas as peculiaridades de cada tributo. Os salários variam de acordo com a unidade da federação.

Requisito: varia de acordo com a lei que reger o cargo em cada unidade da federação; de modo geral, é exigida graduação de nível superior em qualquer área de formação; há situações em que não é aceita a formação de tecnólogo, mas é exceção; também há casos em que é exigida formação específica em direito, economia e ciências contábeis.
Atribuições: examinar a contabilidade de empresas, verificando a sua adequação à legislação pertinente; atuar em processos administrativos-fiscais; orientar o contribuinte em dúvidas quanto à legislação tributária e aos procedimentos relacionados à sua atividade.
Em muitos casos, o trabalho ocorre parte em regime de plantão, e parte com cumprimento de produtividade, ou seja, o servidor tem flexibilidade de horário para realizar as tarefas a seu cargo, que envolvem visita a empresas e análise de documentos. Há casos em que o trabalho é interno, com análise de processos relacionados à atividade e outras tarefas afins.

3) Área de planejamento, gestão e controle
Com preparação similar à da área fiscal e salários atraentes, o candidato pode ampliar as oportunidades, apenas com alguns ajustes. É necessário acrescentar as matérias de controle externo e auditoria governamental, além de aprofundar o estudo de AFO (administração financeira e orçamentária) e administração.

As vagas estão em diversos órgãos: em nível federal, no Ministério do Planejamento, Orçamento e  Gestão (MPOG), no recém criado ministério da Transparência, Fiscalização e Controle (antiga Controladoria Geral da União) e no Tribunal de Contas da União (TCU). Nos estados e municípios, temos as secretarias de planejamento e gestão ou similares. E há, ainda, os tribunais de contas dos estados e dos municípios do Rio e de São Paulo.
Requisito: assim como na área fiscal, pode variar conforme a lei da unidade da federação; mas, em geral, há cargos de nível médio e de nível superior, podendo ser exigida ou não formação específica.
Atribuições: o servidor de nível superior cuidará da verificação de receitas e despesas públicas, da adequada gestão orçamentária, financeira e patrimonial de determinados órgãos e entidades. Por esse motivo, o trabalho assemelha-se de certa forma ao da área de fiscalização. Por outro lado, a auditoria pode estar relacionada a atividades específicas, como obras, prevenção da corrupção e tecnologia da informação.
Os servidores de nível médio serão técnicos administrativos, com atuação semelhante à de outros órgãos.

Outras áreas
Existem ainda outras áreas de concursos, como: Petrobras e subsidiárias, agências reguladoras, área ambiental (Ministério do Meio Ambiente, IBAMA, ICMBio), Banco Central, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Para quem deseja ser servidor público na sua área de formação, há também muitos concursos para cargos de nível superior com formações específicas as mais variadas (encontrados, por exemplo, nos tribunais, na Polícia Federal, no BNDES, no Banco do Brasil e na Caixa Econômica, além de outros). Temos ainda os concursos jurídicos (defensoria pública, magistratura), para diplomata e muitos outros.

COMECE JÁ SUA PREPARAÇÃO!

Novo Concurso da Polícia Federal (PF) poderá ter 5 mil vagas para nível médio e remuneração de R$ 4.185,77!

O concurso da polícia federal 2016 é, sem dúvidas, um dos concursos mais aguardados para o próximo ano. A maioria dos concurseiros que escolhem prestar concursos nas carreiras policiais como PF, PRF, DEPEN, PC-DF e Policial Legislativo já  tinham a vontade de ser policiais desde quando eram crianças.  Por esse motivo, é comum se chamar isso de sonho, e é por esse sonho que muitos passam horas do dia estudando e também se preparando psicologicamente e fisicamente. Se você pretende prestar o concurso da polícia federal 2016, é bom começar já seus estudos pois uma aprovação em um concurso tão grande como este leva de 1 a 3 anos de estudos.
No artigo de hoje, vamos lhe dar dicas para uma preparação eficaz para a PF 2016, motivação e prova física. As dicas dadas aqui vão funcionar mesmo que esse seja o seu primeiro concurso. Quer ser um policial federal? Então leia este artigo até o final.

Como Começar a estudar para a PF?

Preparação demanda tempo e disciplina e foco. No caso do concurso da polícia federal 2016, você terá que começar devagar e ir aumentando o ritmo da sua preparação ao longo do ano. Se você não está acostumado a estudar, não irá conseguir estudar 10 horas por dia logo no começo.
A melhor maneira de começar seus estudos para o concurso da PF 2016 é montando seu projeto de estudo com a equipe experiente de professores da Assccon do Brasil.

As Vagas do Concurso da Polícia Federal 2016

Para os concurseiros de plantão, que aguardam a autorização deste concurso é que são esperadas pelo menos 5 mil vagas no concurso da Polícia Federal 2016. As vagas serão tanto para nível superior (agente, perito), quanto para nível médio (área administrativa). O último concurso para agente administrativo da PF  realizado no início de 2014 conta com quase todos os aprovados já nomeados. O cargo de agente da PF teve concurso realizado no final de 2014. Os salários do concurso PF 2016 são de R$ 4.185,77 para o cargo de agente administrativo nível médio e de R$11.879 para agente de Polícia Federal (nível superior em qualquer área de formação).

Perfil da Banca Cebraspe (Cespe/Unb)

A banca que sempre organiza o concurso da Polícia Federal, tanto para o cargo de agente administrativo, quanto para agente da PF é o antigo Cespe/Unb, agora denominado CEBRASPE. Clique AQUI para ver o último edital. 

Preparação física para PF 2016

O maior erro de quem se prepara para concursos da área policial é deixar a parte física de lado achando que no dia irá conseguir realizar todas as provas. Para ter sucesso no concurso da polícia Federal 2016, será necessário que você consiga conciliar o estudo com o preparação para as provas físicas. Veja abaixo quais são as provas que você terá que realizar:
  • Corrida
  • Barra
  • Salto
  • Natação
Considerando o último edital, essas são as quatro modalidades das provas físicas cobradas no concurso da PF 2016. Vale lembrar que para o cargo de agente administrativo não temos a prova física.

Não deixe para a última hora

O maior erro de um candidato que se propõe a estudar para concursos é deixar para se preparar quando o edital é publicado. A probabilidade de ser eliminado do certame é de 98%, então não entre nessa. Prepare-se com antecedência, de preferência quando nem se fala de edital ainda. Elabore seu projeto de estudos e cumpra-o. A disciplina é fundamental para o sucesso em provas e concursos. Organize-se, separe adequadamente seu material de estudo e bons estudos!


Conheça um pouco mais sobre a Polícia Federal.


Comece já sua preparação

PRF 2016: Concurso para Nível Médio! Salário de R$3.937,77!


O CONCURSO DO ANO
Concurso da Polícia Rodoviária Federal 2016 é sem dúvida, um dos mais esperados, por isso preparar-se com antecedência faz toda a diferença e as vagas previstas para esse ano estão bastante interessantes e com salários mais interessantes ainda. 
Como o concurso é muito concorrido, os candidatos começam a se preparar com muita antecedência e como  o Edital do Concurso Polícia Rodoviária Federal 2016 só sai muito próximo da data do concurso, você pode começar a se preparar baseado no edital do concurso anterior.
Com remunerações em torno de R$ 3.900 reais iniciais, com jornada de 40 horas semanais, a estimativa de vagas com maior quantitativo é a área administrativa - nível médio, sendo normalmente a área de maior interesse da maioria dos concurseiros que prestarão concurso público sem deixar de ofertar vagas para nível superior.
BENEFÍCIOS
concurso da PRF 2016 também traz muitos benefícios como plano odontológico, plano de saúde, cartão de alimentação, transporte, e muito mais, então todos esses detalhes estão descritos no último edital do Concurso Polícia Rodoviária Federal que você pode conferir no próprio site do concurso.
ÚLTIMO CERTAME
O último concurso nível médio da PRF foi realizado em 2014, sob organização da FUNCAB. O concurso da PRF serviu para preencher 216 vagas para Agente Administrativo.
O concurso de 2014 para Agente Administrativo da PRF teve validade de dois anos com possibilidade de prorrogação por igual período. Ou seja, o certame terá a sua validade encerrada ainda em 2016. A dúvida que fica “no ar” é se a PRF vai divulgar um novo edital de concurso em 2016 ou prorrogar a validade do último concurso. Uma boa notícia é que o certame sempre acontece em todas as capitais do país e no Distrito Federal, com requisito apenas do diploma de conclusão  de nível médio (a41ntigo segundo grau), fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.
Segundo informações do Sindicato da PRF do RJ(sinprfrj):
Existe a previsão de saída de mais de 4.000 PRFs, dos 10.000 existentes, nos próximos 2 anos. Se o Governo Federal não implementar a Proposta de Fortalecimento Institucional PRF(que prevê a imediata convocação dos 766 aprovados no concurso PRF que hoje estão no Cadastro de Reserva e também prevê concursos para a atividade fim, policial, e meio, administrativa, evitando que o efetivo PRF seja reduzido de 10.000 atuais para 6.000 PRFs até 2018), todos os brasileiros correrão o risco de ver a Polícia mais eficiente do Brasil entrar em colapso. 
Ainda segundo os mesmos, não há razão que justifique a não implantação do Fortalecimento Institucional da PRF já em 2016, afinal além do lucro social e orçamentário que o Governo Federal terá nos próximos quatro anos com a PRF, o que mais importa é que uma PRF fortalecida irá salvar ainda mais vidas do que as mais de 5.000 que salvou nos últimos quatro anos.
Atualmente milhares de PRF’s estão atuando no setor administrativo. um novo concurso exclusivo para Nível Médio(agente administrativo) é de vital importância, pois poderá “liberar” tais policiais para atuarem na atividade fim, evitando o colapso na instituição devido redução do efetivo. Isso deve servir de motivação para aqueles que almejam uma vaga na PRF.
DICA: estudar com antecedência faz muita diferença. A memória se forma com a repetição e, sendo assim, quem estuda há mais tempo tem a chance de repetir mais vezes o conteúdo, e, assim, memoriza-lo melhor. São muitas disciplinas a serem estudadas e muitos candidatos já vêm estudando há muito tempo.
O QUE ESTUDAR?
Considerando dados do último edital, no concurso da PRF – Agente Administrativo são avaliados por prova eliminatória e classificatória e será constituída de questões de múltipla escolha. Foi composta das seguintes disciplinas: Língua Portuguesa, Ética e Conduta Pública, Raciocínio Lógico, Nocões de Direito Constitucional e Administrativo, Noções de Arquivologia e Informática e Legislação Relativa à PRF.
Além disso, os aprovados na prova objetiva serão avaliados por INVESTIGAÇÃO SOCIAL, etapa de caráter eliminatório.

sexta-feira, 22 de abril de 2016

FUNAI: Concurso com 220 vagas para nível superior e remuneração de até R$ 6330,31


Publicado na edição do Diário Oficial da União desta sexta-feira, 22, o edital de abertura do Concurso da Fundação Nacional do Índio - FUNAI destinado a contratar profissionais de nível superior.

Das Vagas
O certame conta com oportunidades nos cargos de: Contador (6 vagas), Engenheiro Agrônomo (5 vagas), Engenheiro Agrimensura (4 vagas), Engenheiro Civil (3 vagas),e Indigenista Especializado (202 vagas).
As vagas disponibilizadas são para as Unidades descentralizadas da Funai, sediadas em capitais e interiores, preferencialmente nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia e Roraima.
Remuneração
Como remuneração os profissionais vão receber valores entre R$ 5.345,00 a R$ 6.330,31.
Inscrições e taxa
Para se inscrever é necessário preencher a ficha no site da empresa organizadora www.esaf.fazenda.gov.br no período compreendido entre 10h do dia 02 de maio de 2016 até às 23h59 do dia 16 de maio de 2016. Nesta etapa é preciso efetuar o pagamento da taxa de inscrição por meio de boleto bancário.
Das provas
Os inscritos vão ser classificados mediante aplicação de Provas Objetivas e Discursivas. A previsão é que a primeira avaliação aconteça no dia 07 de agosto de 2016, nas cidades de Rio Branco (AC), Maceió (AL), Manaus (AM), Tabatinga (AM), São Gabriel da Cachoeira (AM), Macapá (AP), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Brasília (DF), Vitória (ES), Goiânia (GO), São Luís (MA), Imperatriz (MA), Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS), Dourados (MS), Cuiabá (MT), Sinop (MT), Belém (PA), Altamira (PA), João Pessoa (PB), Recife (PE), Teresina (PI), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ), Natal (RN), Porto Velho (RO), Ji-Paraná (RO), Boa Vista (RR), Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), Aracaju (SE), São Paulo (SP), e Palmas (TO).

Da validade do certame
Este Concurso tem validade de um ano, prorrogável por igual período, contado a partir da data de publicação do edital de homologação do Resultado Final.
Prepare-se também para outros importantes concursos:


quarta-feira, 20 de abril de 2016

Anvisa 2016: MPOG autoriza concurso para nível médio e remuneração de até R$ 6 Mil

Excelente notícia para os concurseiro/as de todo Brasil! O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) autorizou por meio de publicação no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 18 de abril, a realização de concurso público para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Concurso Anvisa 2016) com objetivo de substituir os servidores terceirizados.

Segundo o documento, o concurso público visa o provimento de 78 vagas no cargo de Técnico Administrativo e a publicação do edital deverá ser realizada em seis meses, ou seja, até o dia 15 de outubro. Como as contratações serão feitas pelo regime estatutário, quem for selecionado terá a estabilidade no emprego garantida.
O cargo propicia remuneração inicial de R$ 6.062,36, valor composto pelo salário-base de R$ 3.109,52, gratificação de desempenho de R$ 2.580 e auxílio-alimentação de R$ 373. O técnico administrativo tem carga de trabalho de 40 horas semanais.

COMECE JÁ SUA PREPARAÇÃO!
Dúvidas? Ligue: (61) 3487-4718 ou whatsapp + 55 61 8256-2495
ASSCCON DO BRASIL 
Escola de Preparação para Concursos Públicos
Projeto #eutomoposse

Funai 2016 terá ESAF como organizadora de concurso com 220 vagas















A Fundação Nacional do Índio (Funai) divulgou nesta terça (19) a banca organizadora do seu novo concurso. A Escola de Administração Fazendária (Esaf) foi escolhida para organizar o concurso para 220 vagas na Fundação Nacional do Índio (Funai). A seleção foi autorizada pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) em outubro do ano passado.

São 202 vagas para indigenista especializado, 7 para engenheiro, 5 para engenheiro agrônomo e 6 para contador. Todas as oportunidades são de nível superior.
O provimento dos cargos está condicionado à existência de vagas na data da nomeação; e à declaração do respectivo ordenador de despesa, quando do provimento dos referidos cargos, sobre a adequação orçamentária e financeira da nova despesa à Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias, demonstrando a origem dos recursos a serem utilizados.  
Os salários chegam a R$ 6.346,02 mensais. Há cargos para nível superior em qualquer área outros para formação específica. O concurso já foi autorizado. O último concurso da Funai foi em 2010 e contou com 425 vagas para todos os níveis de escolaridade. A remuneração na época era de R$ 4.085,28. As oportunidades foram para os Estados de Roraima, Amazonas, Acre, Rondônia, Mato Grosso do Sul, Amapá, Pará, Goiás, Maranhão, Tocantins, Minas Gerais, Bahia, Espírito Santo e Brasília.


 
ASSCCON DO BRASIL Sobradinho on MisterWhat