Menu Principal

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

DPU: Contrato oficializado com a organizadora

Voltou a esquentar o concurso para a área de apoio da Defensoria Pública da União (DPU): após alguns meses de espera, finalmente foi publicado no Diário Oficial da União, nesta quarta, dia 28 de janeiro, o extrato do contrato entre a DPU e o Cespe/UnB (Cebrasp), instituição já havia sido escolhida, por meio de dispensa de licitação, como organizadora da seleção, de âmbito nacional, para diversos cargos dos níveis médio e superior. Com a assinatura do contrato entre as parte, tudo levar a crer que o edital será divulgado nos próximos dias, possivelmente, no início de fevereiro, tendo em vista que após essa formalidade os concursos não costumam demorar para serem abertos.
A divulgação do edital nos próximos dias confirma o que havia dito o defensor-geral da União, Haman Córdova, de que o concurso seria aberto ainda no primeiro trimestre de 2015. No entanto, segundo ele, a intenção era iniciar o certame após a aprovação do orçamento da União (ainda não foi votado no Congresso Nacional), porém, ao que tudo indica, isso deverá ser antecipado.
O grande destaque do concurso é o cargo de agente administrativo, que exige o nível médio e tem remuneração de R$3.191,02, incluindo R$373 de auxílio-alimentação. No entanto, a DPU também irá contemplar diversas funções de nível superior: analista técnico administrativo arquivista, assistente social, bibliotecário, contador, economista, psicólogo, sociólogo, técnico em assuntos educacionais e técnico em Comunicação Social (Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda).
No caso do analista técnico administrativo, poderão concorrer graduados em qualquer curso de formação. A remuneração para todos os cargos de nível superior é de R$4.620,82, também incluindo R$373 de auxílio-alimentação. As informações preliminares eram de que o concurso seria para formação de cadastro de reserva, porém, segundo defensor-geral da União, o edital deverá trazer vagas imediatas. Conforme já havia sido informado anteriormente, as taxas de inscrição deverão ser de R$70 para agente administrativo (nível médio) e R$100 para cargos de nível superior.
No concurso anterior, 954 convocações
Embora a DPU ainda não tenha informado quantas vagas serão oferecidas no concurso, a grande carência de pessoal que existe em todas as defensorias do país deverá fazer com que o órgão realize um grande número de contratações, assim como aconteceu no concurso anterior, realizado em 2010. Na época, a DPU ofereceu 311 vagas em cargos dos níveis médio e superior, mas o número de convocados foi três vezes maior do que as oportunidades especificadas no edital.Ocorreram 954 chamadas de aprovados, segundo a DPU. Ainda de acordo com a Assessoria de Imprensa, desse total, 305 foram para agente administrativo, o que demonstra a crescente necessidade em renovar o quadro de pessoal.

A probabilidade de haver muitos convocados durante a validade do concurso é grande, já que, segundo as entidades de classe que acompanham o trabalho da DPU, existe carência de pessoal em todos os estados. Portanto, enquanto aguardam a publicação do edital, os interessados devem intensificar os estudos, baseados no programa do último concurso, também organizado pelo Cespe/UnB. Na ocasião, foram propostas 80 questões, para serem concluídas em quatro horas, sendo 30 de conhecimentos básicos e 50 de específicos para todos. Especificamente para agente, as disciplinas básicas foram Português, Noções de Informática, Legislação relacionada à Defensoria Pública e Direitos Constitucional e Administrativo. Na prova específica foram cobrados Redação oficial, Ética no Serviço Público, Qualidade no Atendimento ao Público, Trabalho em Equipe e Técnicas de Arquivamento, além de Direito Processual Penal e Direito Processual Civil. À época, o concurso ofereceu 311 vagas nas mesmas carreiras desta nova seleção, sendo que ocorreram 954 convocações, sendo 305 somente no cargo de agente administrativo.
Informações da Folha Dirigida

 
ASSCCON DO BRASIL Sobradinho on MisterWhat